Instituto Luiz Girão divulga balanço de melhoria da produção de leite no Nordeste em 2021

Segunda-feira, 17 de janeiro de 2022

Compartilhe

Por: Assessoria de Imprensa Betânia Lácteos

O Instituto Luiz Girão, braço social da Betânia Lácteos, encerrou 2021 celebrando o sucesso na missão de desenvolver a pecuária de leite no semiárido nordestino de forma sustentável por mais um ano com trabalho nas frentes de financiamento para melhoria das fazendas, assistência técnica e acompanhamento profissional para garantir a longevidade do ofício de pequenos produtores locais.

A organização atuou como intermediária em financiamentos para os produtores em algumas frentes, entre elas a aquisição de novilhas para manutenção dos rebanhos e aumento da produção. Em 2021, foram 16 produtores auxiliados na compra de 122 animais, o equivalente a R$ 976 mil financiados.

O Instituto também atuou como correspondente bancário das instituições financeiras Sicredi e Banco do Brasil, facilitando o acesso dos produtores de leite a crédito para capital de giro, com prazo maior de pagamento, conectando os produtores de leite do Nordeste às instituições financeiras de maneira mais simples, rápida e segura. A parceria com os bancos levantou R$ 2,7 milhões em recursos para as fazendas apenas em 2021.

O projeto multidisciplinar Nordeste Leiteiro beneficiou 15 fazendas com a assistência técnica especializada do Mestre Leiteiro, acompanhando mais de 1,7 mil cabeças de gado que produziram mais de 10 mil litros de leite diariamente durante o acompanhamento da iniciativa, garantindo melhor desempenho das fazendas.

O Instituto Luiz Girão também fechou parceria com o SEBRAE para fornecer consultoria técnica na Região do Agreste de Pernambuco, analisando as necessidades de cada um dos 17 produtores participantes da ação, acompanhando um rebanho total de 2,1 mil animais.

Também na frente de estímulo e aprimoramento da produção, o Concurso Qualidade do Leite teve fazendas participantes de Ceará, Sergipe, Pernambuco e Bahia, agregando valor à matéria-prima e oferecendo um produto cada vez melhor à indústria e ao consumidor ao premiar os produtores com melhores resultados nas categorias de Produtor de Tanque Coletivo e Produtor de Tanque Individual de acordo com os requisitos de qualidade estabelecidos pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

O Instituto Luiz Girão desenvolveu, ainda, a ação Dia de Campo, encontros presenciais realizados em diferentes fazendas para discutir inovações no segmento da produção leiteira e compartilhar conhecimentos de novas tecnologias com produtores locais. O projeto já está há três anos em vigência e, no último ano, foram realizados três eventos, entre outubro e dezembro, com mais de 580 participantes totais, entre técnicos, produtores, estudantes, agentes bancários, autoridades e convidados da imprensa.

“No balanço deste final de ano do Instituto, os números mostram o potencial a longo prazo dos projetos desenvolvidos para garantir a profissionalização das famílias que passam a cultura de leite de geração em geração, garantindo assim o desenvolvimento da produção na nossa região e movimentando a economia local”, comemora David Girão, presidente do Instituto Luiz Girão.

Com objetivo de dar continuidade aos projetos bem-sucedidos e ampliar as frentes de ação em 2022, o Instituto Luiz Girão se prepara para anunciar o resultado do Concurso Qualidade do Leite ainda em janeiro, além das ações programadas da continuação do Projeto Nordeste Leiteiro com os programas Mais Leite Saudável e Mestre Leiteiro, um novo Concurso Qualidade do Leite e a continuidade dos Dias de Campo no Ceará, com expansão para Bahia, Pernambuco e Sergipe. Acompanhe o Instituto Luiz Girão no site e canal do YouTube.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *