Transporte Refrigerado para Laticínios

Terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Compartilhe

 

Porta-voz: Roberto Hira, Coordenador de Planejamento de Vendas e Operações da Thermo King no Brasil.

+L: Como a Thermo King atua no transporte refrigerado de laticínios?

Primeiramente, com relação à aplicação, a Thermo King possui a linha completa para atender todas as necessidades da cadeia de lácteos por equipamentos de ar forçado, seja para leite in natura, iogurtes ou sorvetes. Especificamente para temperaturas resfriadas (acima de 0°C), temos equipamentos pequenos para vans com gás 134a e, para equipamentos para trucks ou maiores, temos equipamentos robustos, capazes de atingir temperaturas de -25°C até 27°C. Além disso, contamos com parceiros comerciais nas principais áreas de lácteos do país.

+L: Quais os principais produtos da empresa para esse tipo de transporte?

Para caminhões pequenos (de vans a caminhões 3/4), temos a linha C, com C250e e C350, C450e Max/Linha V, com o V300 10, V300 20, V300 Max 10, V 300 Max 20, V500 20 e V500 Max 20.

Para caminhões maiores (Toco a trucks), temos a linha T, com T600R, T880R e T1080S

Para carretas, temos os equipamentos SLXi400 e C-600, sendo os mesmos equipamentos utilizados na Europa e Estados Unidos, respectivamente.

+L: Quais são os cuidados que precisam ser tomados durante o transporte desse tipo de carga?

É muito importante entender as especificações de transporte do produto. Os produtos lácteos vão desde queijos maturados, queijos frescos, iogurtes, a sorvetes premium, com suas respectivas faixas de temperatura de armazenamento e transporte. Existem aqueles que são mais resistentes à temperatura, e os mais sensíveis, sendo importantíssimo a aplicação correta. Outro ponto importante é o treinamento dos motoristas e operadores do Centro de Distribuição, para que as unidades de refrigeração sejam operadas corretamente. A Thermo King oferece treinamentos para clientes em nossas instalações, além de treinamentos “in loco” para os motoristas de clientes.

 +L: Tem crescido a demanda por transporte refrigerado para laticínios? Explique

Sim, a demanda tem crescido, por vários motivos. Entre eles está a crescente atenção com o transporte, resultando em maiores cuidados com a configuração dos caminhões e embalagens. Além disso, outro ponto a ser considerado é o lançamento de novos produtos, sobremesas, por exemplo, que atendem cada vez mais nichos importantes do mercado. Outro bom exemplo são os produtos sem lactose, que ocupam cada vez mais espaço nas gôndolas.

+L: Entre os produtos laticínios, quais são os que precisam de mais cuidado durante o transporte refrigerado? Por quê?

Cada produto tem sua particularidade. Destaco aqui dois exemplos de produtos com diferentes características, que necessitam de cuidados específicos. O primeiro é o iogurte, transportado entre temperaturas de 2°C a 8°C, onde, caso a temperatura fique mais baixa que esta faixa, pode iniciar a cristalização. E por outro lado, caso fique maior, acelera processos biológicos, podendo resultar no aumento da acidez. Outro produto é o sorvete, que deve ser transportado com temperaturas abaixo de -22oC ou -25o, dependendo do sorvete, para que sejam mantidas as qualidades sensoriais do produto. Isso porque é necessário garantir que não sejam atingidas temperaturas de recristalização, que afeta diretamente a textura do sorvete. Nos dois casos, os processos que ocorrem com temperatura fora do especificado são irreversíveis e, dependendo do tempo, tornam-se inaptas para consumo.

+L: Que tipos de tecnologia estão inseridas nos equipamentos Thermo King para garantir confiabilidade no transporte da carga refrigerada?

Os equipamentos Thermo King comercializados no Brasil são os mesmos vendidos na Europa e EUA, com  alta tecnologia. De acordo com a máquina e adicionais incluídos, o controlador tem funções como:

  1. Verificação “pré-viagem” – a unidade se auto verifica com relação a possíveis falhas. Aconselhamos esta operação antes de cada viagem.
  2. Registrador de dados – armazenamento de dados de temperatura, alterações de set-point, liga e desliga da máquina, nível de combustível e outras informações importantes para facilitar o diagnóstico de possíveis falhas e diminuir o tempo de parada de máquinas.

 

+L: Como o transporte inadequado pode afetar a vida útil dos produtos lácteos?

Principalmente pelo controle de temperatura. Ao transportarmos produtos perecíveis, quanto melhor o controle da temperatura maior será a vida útil do produto. Em alguns casos, a temperatura errada pode significar o comprometimento da carga. Portanto, a Thermo King sugere manter seus equipamentos em dia com a manutenção, motoristas treinados para operar a máquina e preparados para agir em caso de problemas, pois temos cada vez mais exemplos de cargas mais valiosas do que o investimento feito no conjunto frigorífico.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *