Frísia é nomeada Embaixadora para a América Latina do Prêmio Mundo de Respeito 2019

Terça-feira, 29 de outubro de 2019

Compartilhe

Concedido pela multinacional Corteva Agriscience, título foi entregue em Washington (Estados Unidos) devido ao trabalho realizado em prol das boas práticas e da sustentabilidade

Por: Assessoria de Imprensa

Programas, projetos e ações socioambientais renderam neste mês à Frísia o título de Embaixadora para a América Latina do Prêmio Mundo de Respeito em 2019. Representantes da cooperativa foram a Washington (Estados Unidos) receber o reconhecimento que garantiu à ela ser considerada uma das cooperativas mais sustentáveis do Brasil. A premiação foi concedida pela Corteva Agriscience, multinacional que é referência em incentivo e realização das boas práticas sociais e ambientais no planeta.

A Frísia foi a cooperativa que mais apresentou pontuação no País em um relatório de todos os trabalhos realizados com (e para) a comunidade, os colaboradores, cooperados e em prol do meio ambiente. Essa foi apenas a terceira vez que a Frísia participa da premiação. Em 2017, ficou em quinto lugar e no ano passado alcançou o terceiro.

“Ser embaixador da América Latina mostra que estamos fazendo um trabalho muito forte e de qualidade, tanto em capacitação de pessoas, organização do ambiente de trabalho, uso correto dos defensivos. Estamos passando para outro patamar. Nós temos conhecimento, agora vamos disseminá-lo para outras regiões, para que cada vez mais as pessoas possam ter essa capacitação, conscientização”, afirma o superintendente da Frísia, Emerson Moura.

Coordenador de Boas Práticas Agrícolas da Corteva, Igor Borges explica que a cooperativa foi reconhecida em um primeiro momento como destaque em nível nacional, se sobressaindo perante outras parceiras no País com o Prêmio Mundo de Respeito. “Em um segundo nível, foi escolhida como Embaixadora para a América Latina, concorrendo com outros parceiros de países da região. O mérito da Frísia foi o diferencial e a qualidade do seu programa, apresentando um planejamento que atende uma massa de pessoas diversificada e mostra a preocupação com a comunidade, os cooperados, as escolas e o município”, conta Borges.

“Apresentamos atividades e ações que comprovam o compromisso com a sustentabilidade e promovem a melhoria na sociedade. Para os pilares da sustentabilidade serem considerados, fatores econômicos, sociais e ambientais devem ser atendidos”, reforça o gerente comercial da Frísia, Mario Dykstra.

Programas de sucesso
Emerson Moura lembra que “Frísia” tem o “S” de sustentabilidade, um dos valores da cooperativa. “Ganhar o Prêmio Mundo de Respeito, um dos maiores prêmios social e ambiental do Brasil no setor, mostra que estamos no caminho certo. Esse prêmio contempla todo um trabalho que realizamos há alguns anos”.

Na questão ambiental, destacam-se o Coleta Legal, programa de recolhimento de embalagens veterinárias feito com os cooperados e que em 2018 deu a destinação correta a mais de 24 toneladas; o programa Campo Limpo, de logística reversa de embalagens de defensivos agrícolas feito junto à Associação dos Revendedores de Insumos Agropecuários dos Campos Gerais (Assocampos), que também em 2018 coletou 377 mil embalagens; a recuperação de áreas degradadas, com a conservação e recuperação de reservas em consonância com os órgãos públicos; o rígido controle dos produtos instalados nos armazéns de insumos; as atividades feitas pela Assistência Técnica da Frísia (Astec) para a preservação do solo e bem-estar animal, por exemplo; e o trabalho da Fundação ABC, uma das principais instituições de pesquisa e desenvolvimento do Brasil, e que tem a Frísia como uma das mantenedoras.

Sociedade
Em relação aos pontos sociais e econômicos, a Frísia realiza o projeto Sementes do Bem, uma parceria com a APAE Ponta Grossa, que visa a inclusão de pessoas com necessidades especiais. São 19 pessoas empregadas, sendo 18 alunos da APAE que trabalham no contraturno plantando mudas de flores e de árvores para reflorestamento.

Também foram inseridos no Prêmio Mundo de Respeito o Cooperjovem, que desperta nos educadores e estudantes os preceitos do cooperativismo como forma de organização socioeconômica; o projeto Mulheres Cooperativistas; o Virando a Camisa, ação apoiada pela cooperativa junto à APAE Tibagi que transforma uniformes dos colaboradores em kits novos para comercialização – os recursos são totalmente voltados ao atendimento de jovens e adultos com necessidades especiais; o sistema Frísia+Lean, que aperfeiçoa a gestão da propriedade pelo cooperados, visando a otimização de recursos, redução de desperdício, diminuição de custos e aumento da produtividade; a aplicação do Boas Práticas da Fazenda (BPF); e a plataforma de gestão financeira na cooperativa.

“Também inserimos na premiação a Digital Agro, uma das principais feiras digitais voltadas para o campo no Brasil, porque as tecnologias e as palestras apresentadas também são voltadas para os produtores serem mais sustentáveis, tendo acesso a ações e produtos modernos e eficientes”, afirma Dykstra.

Além do Prêmio Mundo de Respeito, no início de setembro, a Frísia foi premiada com a Menção Honrosa Sesi ODS, reconhecimento-destaque entregue pelo Serviço Social da Indústria em favor dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, referendado pela Organização das Nações Unidas (ONU). Ele foi entregue devido ao programa Coleta Legal.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *