Exportações de carne suína batem recorde e apresentam crescimento de 36% em 2020

Quarta-feira, 6 de janeiro de 2021

Compartilhe

Segundo dados da Associação Brasileira de Proteina Animal (ABPA), as vendas para o mercado externo de carne suína superaram o valor de 1 milhão de toneladas embarcadas.

 

Pela primeira vez na história as exportações de carne suína (dados incluem produtos in natura e processados) apresentaram números históricos em 2020. Segundo a ABPA, o volume dos embarques para fora do país superou o valor de 1 milhão de toneladas (1,021), batendo um recorde histórico. No mesmo período, em 2019, o volume de vendas chegou ao patamar de 750,3 mil toneladas, o que representa uma forte alta – com 36,1% de aumento.

Em 2019 a receita cambial das vendas alcançou US$1,597 bilhão, já neste ano, uma forte alta de 42,2% elevou o valor das vendas para US$2,270 bilhões.

Quanto à carne de frango, o valor de vendas externas de 2020 alcançou 4,230 milhões de toneladas, excedendo 0,4% em relação ao ano anterior – com 4,214 milhões de toneladas.

No ano de 2020, a receita das exportações de carne de frango teve um desempenho menor se comparado com o ano anterior. No ano passado a receita foi de US$ 6,123 bilhões, e em 2019, US$6,994 bilhões – uma queda de 12,5%.

Resumo dos resultados no mês de dezembro

 80,3 mil toneladas foi o volume de exportações de carne suína no mês de dezembro. Este valor representa 5,6% a mais do que o mesmo período de 2019, com 76 mil toneladas embarcadas.

A alta de 4,1% de receita no último mês, revela um aumento de US$ 7,6 milhões, passando de US$183,6 milhões em dezembro de 2019 para US$191,2 milhões em dezembro de 2020.

Analisando o mesmo período, as vendas de carne de frango alcançaram o valor de 380,8 mil toneladas, o que representa uma queda de 2,8% com relação ao ano anterior, com 391,9 mil toneladas.

As receitas das exportações de dezembro alcançaram o valor de US$579,6 milhões, que também representa uma queda, no valor de 8,9% frente ao ano anterior, com US$636,1 milhões.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *